sábado, 16 de julho de 2016

COSTURANDO POESIA




“Sou rama tua que te flutua feito asa”...

Iza Klipel


Incendiando corpo e alma
Nos teus mistérios taciturnos...

Com atroz luxúria,
Com fervores vários,
De minh’alma agitada
Dentre mortais Pecados,
Rompe a fúlgida centelha
_luz imortal de tanto anseio_
Sonhando, desejando,
Clamando por momentos sobranceiros...


Marilândia

MOTE 23





MOTE 23
“CAMINHOS DE SOL”
Zizi Possi

________________




SONORAS LUZES
Dentre sol febril
Dos dias vãos,
Lúbricas paixões
Quais
Vívidas centelhas...

Dança de fogo
Envolta em gazes...

Visão dos céus 
Que me domina,
Enquanto 
Facetados crepúsculos 
Esvaem-se, exangues, 
Porque "sem você"
A própria vida
________SANGRA...

Marilândia

sexta-feira, 15 de julho de 2016

FOTOPOEMA






FOTOPOEMA


Nas cordas vivas
Dum violão choroso
Desafinados versos

Queimando de paixão...


Marilândia

MOTE 23




Mote Motivo 23
“Caminhos de sol”
Zizi Possi
________________

O GRANDE SONHO
Ó velho Sonho ,
Amargo e majestoso!
“Sem você a vida pode parecer
Um porto além de mim”...

O mundo 
Onde almas 
Em pálidos idílios
Vão pelas ruas,
Pois
O amor faz parte
De tudo que os guia,

E,
Abrindo as áureas portas de sacrários,
Etérea chama revela 
Que
“É o bastante pra querer
Um minuto além”...

Marilândia

FOTOPOEMA




FOTOPOEMA

Esculpidas na saudade
Vívidas lembranças...

Marilândia


COSTURANDO POESIA






“Foi  que o ti dei e me ascendi
                    ___  Estrela”

Iza Klipel

_______________

Enquanto
 Nos azuis da Fantasia,
Vou constelando
Dentre sutis palpitações da Lua
Cujo esplendor ofusca,
As celestes, divinas claridades...


E no degredo da noite,
Tudo clama,
Tudo se in_quieta
Quais veludosas vozes,
Vibrando, contorcendo-se,
Num concerto
De in_clementes lágrimas,
A Amplidão vestindo
Com o pólen de ouro
Dos mais majestosos astros...


Marilândia

MULTIPLIX



MULTIPLIX



MULTIPLIX



quinta-feira, 14 de julho de 2016

MOTE MOTIVO 23





MOTE MOTIVO  23
“Caminhos de Sol”

Zizi Possi
________________

CAMINHOS DE GLÓRIA

Sob sóis radiantes
Harmonioso canto
Pelas serranias,
Pelos largos flancos
“No risco das palavras
E até no risco da palavra Amor”...

Nesses caminhos de ouro,
Onde roserais florescem,
Sorrindo,
A contemplar o céu altivo,
Parece haver todo o calor convulsivo
Dos sentimentos carnais
_indômitos sentimentos_
Que gritam
O sagrado mistério
Das emoções profanas...


Marilândia

COSTURANDO POESIA




“Saber sem asas, voo cego”...
Iza Klipel
_______________

Capta a atmosfera luminosa
Da paisagem silvestre
Impregnada de anseios
Num silêncio silenciado
 Com olhos brilhando de emoção...

E
Na pujança dessa ardente magia,
Tão plena de sonhos,
Refinada orquestração
Em rústicos festivais,
Cantando entre as searas
Pelos serenos da lua...


Marilândia

MOTE MOTIVO 23




MOTE 23
“CAMINHOS DE SOL”
Zizi Possi

__________________

ALÉM DE MIM

“Sem você a vida pode parecer
Um porto além de mim...”

Sorrateiras palavras
Desnudam-me os desejos...

Ante lívidas luzes
_franzinas carícias do luar_
Sinto a flor da tua pele,
Esgueirando-se
Dentre minhas entranhas
Qual esteira lúcida de paixão...


Marilândia




NO CÉU DA MINHA INFÂNCIA





NO CÉU DA MINHA INFÂNCIA

Cantadora desentoada, 
Aprendi
A preencher 
Vazios da alma,
Exorcizando
A lira do passado...



Nos hojes
Sou da vida, 
A história...



Venho das Minas...


Minas decantada
Em prosa e verso...



Minas Gerais
Dos poetas
E dos amantes...



Minas repleta de magia
De soberbas montanhas
E magníficas histórias

Tais “alvores
avançando parados 
dentro da luz.”



Marilândia

MOTE MOTIVO 23




MOTE  23
“Caminhos de Sol”
Zizi Possi
________________

ESTÁGIOS DA ALMA

Desgrenhadas  palavras
Poetizam
Solitárias curvas
Dos dias meus
_“Caminhos de sol no fim”_


Nas arestas da saudade
Tênues sopros,
Rogando silêncio
Permeiam as muralhas
Instaladas na alma.
Tingindo clarões do sol-pôr,
A sonhar o poema da hora...


Suspiros da morte íntima
Tremeluzem invisíveis
Quais espasmos do crepúsculo
Num “coração sangrando”...


Marilândia

quarta-feira, 13 de julho de 2016

MOTE MOTIVO 23




MOTE  23

"Caminhos de sol"

Zizi Possi

___________________



ENSOLARADA PAIXÃO
Em mistérios 
Além das lousas
Traço traços,
Espelho retrato 
De meus devaneios
“Na inocência cega”



No retrato
Que me traduz
Dentre ramagem
De linhas coloridas
Esboço desejos,
Pinto sonhos sonhados
Que “o tempo não varreu “...



E à luz do astro-rei
O febril colorista, 
Revelo
Petrificadas vaidades
Em átimos
Enternecidos
“De tudo que nos guiou”...



Marilândia

MOTE MOTIVO 22




MOTE 22
“O AMOR BATE NA PORTA”

Carlos Drummond de Andrade
____________________________

Recolhida 
À insignificância
Do meu “eu”,
Pinto cores da alma,
Matizadas
Por maltrapilhas dores ,
Transbordando
Ilusões desfeitas...

E, na calmaria
Dos meus poemas,
Torturante carmim
Em lágrimas de sangue
Ruborizam
Sinuosas
Entre_linhas
Do Amor,
Batendo na porta
Dum afogueado coração...


Marilândia


COSTURANDO POESIA




“Mil anos de recordações”...
Iza Klipel
____________________



Nos quiméricos turbilhões do Sonho
Com as sonoras chamas de todos os mistérios,
Como melodias valsando suburbanas...

E,
Em cada eclipse da memória
_eclipse de horas mortas_
Noites de além, noites da solidão,
Anseios dos momentos mais saudosos,
Gemidos, prantos, que no espaço morrem...

Assim,
No pó dos anos
Quimeras,
Onde se abismaram minhas quietações,
Agora, nada mais são que inúteis des_enganos...


Marilândia




terça-feira, 12 de julho de 2016

MOTE MOTIVO 22





MOTE 22

“O AMOR BATE NA PORTA”

Carlos Drummond de Andrade
__________________________


CÂNTICOS DE AMOR

Nas noites desesperadas
Da carne saudosa
“O Amor bate na porta”

Entretanto,
Embebedada
Num êxtase poético,
A alma já muda,
Há muito tempo morta,
Dorme o sono das profundas seivas,
Erra e sonha pela Eternidade...

Mas
Apesar de tudo,
O Amor,
Brilhando na aorta
Ainda inflama as chamas da paixão...


Marilândia

PAISAGEM POEMA




PAISAGEM POEMA

Românticas e lunares,
Abreviando as madrugadas,
Enfeitiçadas noites...


Vazio do infinito ,
_palco a céu aberto_
Dementes astros
Recepcionam...


E
Em nuvens de cetim,
Moribundos desejos
Celebram o Paraíso...


Marilândia



MULTIPLIX



COSTURANDO POESIA




“Gestos de Deus nas criaturas”...

Iza Klipel
____________

Abençoando ignorados mundos
Em sonhos que se vão
Por trêmulos adejos,
Dentre alvissareiros sóis
Engrinaldados de i_mortais loureiros...

Lembrando as religiões,
Lembrando os ritos,
As gerações
Vão todas proclamando,
Deus triunfador
Dos triunfadores justos,

Enquanto
Rosas de luz do céu resplandecente
Quais divinais estrelas
Cantam no In_finito
As Letras do Mistério bendito...

Marilândia



TRIPLIX



MULTIPLIX