sábado, 30 de abril de 2016

COSTURANDO POESIA





“Prontos pra colheita, meu amor”
Jô Tauil



Para galgar, ascender à Imensidade
Escalando azuis e siderais noivados
Num cortejo de cânticos alados
A errar dentre fluidos de harmonia,


Enquanto
Fantasmas de vaporosas brancuras
Numa imortal auréola de formosuras
Entoam a mágoa dos seus ais
E os ecos dos seus clamores...



Marilândia

MM - MOTE MOTIVO (1)





MM MOTE MOTIVO - 1 -
"Abraza-me assim"
Roberto Carlos

__________________________________

...E deixe
Que minhas obscuras dores 
Se afoguem nas tuas entranhas...

Marilândia

MULTIPLIX



MULTIPLIX



MULTIPLIX



sexta-feira, 29 de abril de 2016

MM MOTE MOTIVO


MOTE MOTIVO
"ABRAZA-ME ASSIM"
_________________________________


Nas fúlgidas quimeras do desejo,
Desfilam soluços, ais e longos brados
Num enlouquecido e único clamor
_"Abraza-me assim"_


E
Na harmonia dos astros sonhadores,
Ressoam , flamejantes,
Essências das hostes apaixonadas
Dentre chamas de beijos in_clementes...



Marilândia

COSTURANDO PALAVRAS




"De despertar assombrado"
 Tauil



LÍMPIDOS CAMINHOS


Perambulando, em vão,
Com passos espectrais,
Dúbios,incertos,
Pela tristeza do Infinito...


À toa,
Pelas trevas
Num insano horror,
Tantas almas esquecidas, tantas...


E nos céus,
Que o luar criva de prata
E de ouro,
Tudo floresce dentre cálidos harpejos...


Marilândia

MULTIPLIX



TRIPLIX



MULTIPLIX



MULTIPLIX



quinta-feira, 28 de abril de 2016

MM MOTE MOTIVO




MM MOTE MOTIVO
“ABRAZA-ME ASSIM”
Roberto Carlos
_____________________________


Porquanto o mistério do sentir flameja,
“Abraza-me assim”...

“Que em um beijo vou te contar”
Tudo aquilo que o coração aspira
Em sonhares que de lágrimas deliram...

Assim,

“Que esta noite vivamos os dois”
Nesse vasto mundo
Que troveja e brama,
Sonhando
A nos abraçar na eternidade.




Marilândia

MULTIPLIX

MULTIPLIX


_COSTURANDO POESIA..._


Visit Casa da Poesia








Ainda verte sangue...”

Jô Tauil


Para beber na vinha demoníaca
O flamejante vinho
Do amor inflamado da vingança,
Enquanto
Nas cadeias das lágrimas
Que o mundo vil
Desdenha e odeia,


A dor, a eterna dor,
O seu cetro agitando...


Marilândia




MM MOTE MOTIVO




MM MOTE MOTIVO

"Abraza-me assim"
Roberto Carlos
________________________________


DESALENTO




Em desalinho, uma noite a mais…
Quimeras ao luar
 _ esfumaçados sonhos_



Despurpurizadas fantasias
___sem cores, sem brilhos___
Nos pântanos da vida abandonadas…



Numa estranha agonia, 
Teu nome grito...


“Abraza-me assim...”

E, mansamente, 
Vozes ecoam
_ dores da saudade ausente _



Brasas a arder-me n’alma…


Marilândia

quarta-feira, 27 de abril de 2016

DEVORADORA ÂNSIA




DEVORADORA ÂNSIA

Sob in_quietantes desejos
Em vão sonhava
“A mais linda loucura de amor”...

Sonhava silêncios,
Vertigens sonhava...

E,
Quando, à noite, 
O Infinito se encobria
Numa última quimera,
No inferno da visão alucinada, 
Em vão
Rogava
Aos deuses dos im_possíveis
Que tu viesses
Para que
No mais “doce segredo do amor”
Me enlaçasse...

Assim, sentiria
“Do teu peito o inquieto bater...”

Marilândia


MULTIPLIX



MULTIPLIX



VERSOS EM CHAMAS




VERSOS EM CHAMAS


Nesses mágicos clarões que deslumbram,
E meus sonhos cobrem de fantasias,
Trazendo à rosa a ventura das escarlates auroras, 
Sanguinolentos versos das tardes
Em rubras agonias flamejam...



São raios de luzes que os corações inflamam
_ versos de poemas que se incendeiam_



São lágrimas de fogo que pranteiam,
A desfolhar purpúreas saudades...



Marilândia

COSTURANDO POESIA



CONTEMPLAÇÃO

Onde ressurgem meus ideais...
(Miguel Eduardo Gonçalves) 
_____________________________



Para remendar os retalhos do Tempo,
Ganhando outra graça, forma e formosura,
Enquanto os outroras 
Ficam rindo, pálidos, assombrados,
A beber apenas o licor do hoje...



Marilândia

TRIPLIX

MULTIPLIX



terça-feira, 26 de abril de 2016

MULTIPLIX



MULTIPLIX


MULTIPLIX


MULTIPLIX


MULTIPLIX

MULTIPLIX





MULTIPLIX



segunda-feira, 25 de abril de 2016

MULTIPLIX



TRIPLIX



MULTIPLIX

MULTIPLIX



domingo, 24 de abril de 2016

DUPLIX



sexta-feira, 22 de abril de 2016

MULTIPLIX



TRIPLIX





RETIRANTE// IRRESOLUTO// A PEREGRINAR


emoções contidas// ocultando aflitos// impassíveis


em mala pequena// segredos// amortalhados


viagem sem volta// com destinatários// em mórbidas dormências



Jô Tauil// Iza Klipel// Marilândia

MULTIPLIX






CHOPIN// À HORA ÍNTIMA// MÁGICO TECLADO// MÚSICA

Silêncio...// augusto momento//notas no ar// brincando com o
capricho

emocionado// em largo eflúvio//devaneio total// cúmplice da alegria

a meditar// sem vacilos// opuz dez// graça nobre


Iza Klipel // Marilândia//Jô Tauil// Miguel

DUPLIX






ATREVIDAS// EM FLORIDAS SEARAS

sob o céu de abril// vibrações
saracoteiam// voluptuosas
flores de maio// sob rubras sensações



Iza Klipel// Marilândia

_MOTE DADO - POETA INSPIRADO_









MOTE LXX


“APESAR DAS RUÍNAS”
Sophia de Mello Breyner



Ensandecidas ruínas
A sorrir, a gemer e a soluçar,
Rasgam céus e terras,
Perambulando
Por estradas insólitas e vagas,

Enquanto
Pelos mundos
Que vão se multiplicando,
Consolam-nas a lua das saudades...


Marilândia


_UM POEMA NÃO TEM FIM_




“Havemos de professar e viver o Húmile maior: o Amor”
Iza Klipel


Na sedução das almas
Diante da luz que a paixão encerra,
Enquanto o corpo quieto ,
Em convulsões arde...



E,quando
Descem do ocaso as frementes sombras
Em cantos voluptuosos como rondas
Que a febre dos desejos aquebranta...


Marilândia