domingo, 28 de fevereiro de 2010

VERSOS EM TORVELINHO





VERSOS EM TORVELINHO




Ousadia ultrapassa vãs fronteiras
Vastos horizontes, novas descobertas
Emaranhados poemas em clareiras
Furtivos desafios escancaram portas



Pulula inspiração, latejam versos
A minha frente surge crucial caminho
Mesmo que nesse caminhar haja inversos
Mendigo sonhos num mar em torvelinho



Meus pensamentos tão soltos como a vida
Leves como o vento, livres como os pássaros
Apascentam agruras, transformam lida.



Luzes partem de mim, revelam a musa
Ao vir mundos que são somente zíngaros
Sinto-me desejosa de amar a brisa



"No louco torvelinho da memória, lembranças vêm e vão, consentidas umas, indesejáveis outras."


"O Mundo de Flora" (p.150)


Angela Gutiérrez







Marcadores:

1 Comentários:

Às 1 de março de 2010 09:51 , Blogger Graça Tristão disse...

MARILÂNDIA TEM BELEZA EM TODOS OS VERSOS DE SUA ALMA...
PAZ E LUZ EM SEU CORAÇÃO...
BJCAS
GRAÇA

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial