sexta-feira, 23 de julho de 2010

CLAUSTROS (FOTOPOEMA)






CLAUSTROS (FOTOPOEMA)




Mistérios d’alma
Inexoráveis tormentos
Castos segredos que enlouquecem...





“A minha Dor é um convento. Há lírios
Dum roxo macerado de martírios,
Tão belos como nunca os viu alguém!”

FLORBELA ESPANCA

Marcadores:

1 Comentários:

Às 24 de julho de 2010 13:39 , Blogger Márcia Vilarinho disse...

Belíssima imagem, belíssimo poema, sempre! Bjs.

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial