segunda-feira, 14 de junho de 2010

ACORDADA SONHO...







ACORDADA SONHO...

Do outro lado da fronteira,
Nuas tristezas.

De sonhos que acordada sonhei,
Acordo...

Arabescos de sonho pelo ar
Traçam veludíneas ilusões

Horas demorando a passar,
E o tempo passando depressa
Na mágica aridez de viver! ...






“Sinto os passos de Dor, essa cadência
Que é já tortura infinda, que é demência!
Que é já vontade doida de gritar!”

FLORBELA ESPANCA

Marcadores:

1 Comentários:

Às 14 de junho de 2010 16:49 , Blogger SolBarreto disse...

Lindo poema!
"Horas demorando a passar,
E o tempo passando depressa
Na mágica aridez de viver! ..."
Amei!

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial