domingo, 22 de agosto de 2010

A POESIA (ENSAIO)





A POESIA (ENSAIO)









Sonolentas madrugadas em que goteja a poesia
Bardos iluminados aspergem versos n’orvalho que estrelas reveste.
Ciciante lua em leito nupcial flores dos noivos acaricia.
Alvas flores, rútilo luar, iridescentes astros.
Rubros favos a escorrer o doce mel dentre suspirantes desejos .
Voos ao infinito - hóstia do sol-posponte...


_E a poesia esgueirando-se no bálsamo, à escuridão da noite impregnado..._

Marcadores:

1 Comentários:

Às 29 de agosto de 2010 20:24 , Blogger Márcia Vilarinho disse...

...em comunhão com mais um dia de Vida. Bjs.

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial