sexta-feira, 29 de junho de 2012

E A VIDA PEDE PASSAGEM





E A VIDA PEDE PASSAGEM...

Trazendo nas mãos vazias o esquecimento , a vida pede passagem...
Nas distantes várzeas afunda suas ilusões – caprichos do destino..._
Tristonha , emurchecida, ao pôr do sol lança queixumes...
Desvairada e suplicante, grita aos céus seus desatinos...
A soluçar, suspira rasgos d'agonias – embrenha-se em labirinto de trevas...
Em tragos do adeus, olhos rasos d'água, embrulhada num manto de segredos, pede licença...

_ Mimosa e altaneira, nas perfumadas tardes da saudade adentra..._


1 Comentários:

Às 30 de junho de 2012 06:02 , Blogger *Isis* disse...

É sempre muito singular estas passagens não é mesmo amada?Bom vir aqui e te ler.Escreves tão lindo.

Beijos querida

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial